Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

26/07/2018 22h27

Arquidiocese de Maceió realiza Vigília de Oração pela Nicarágua

Programação aconteceu no Santuário Virgem dos Pobres, em Mangabeiras

Thiago Aquino / Comunicação Arquidiocese de Maceió
Dom Antônio Muniz presidiu celebrações (Foto: Carlos Roberto / Comunicação Arquidiocese de Maceió)

Convocados por dom Antônio Muniz Fernandes, O.Carm., fiéis da Arquidiocese de Maceió participaram da Vigília de Oração pelo Povo da Nicarágua nessa quarta-feira (25). O arcebispo metropolitano presidiu a Santa Missa, Via Sacra e adoração ao Santíssimo Sacramento. As celebrações aconteceram no Santuário Arquidiocesano Virgem dos Pobres, no bairro da Mangabeiras.

No dia em que a Igreja celebrou o mártir São Tiago Maior, o momento de oração teve o objetivo de interceder pelo fim dos conflitos no país da América Central e pelos cristãos perseguidos. “Cada pessoa que sofre lá na Nicarágua tem motivo para derramar lágrimas, mas se todos nós estivermos juntos, em oração e unidade, veremos que mesmo com as perseguições há motivo para sorrir, o próprio Jesus. Então este momento é para que ajudemos os nossos irmãos a carregarem a cruz por meio do poder da oração”, refletiu dom Antônio durante a Via Sacra, com percurso na ladeira do Santuário.

O arcebispo recordou, durante a homilia, alguns testemunhos que surgem em meio aos conflitos, como o do coroinha Sándor Dolmus, assassinado por paramilitares; a jovem pernambucana Rayneia Gabrielle, morta na segunda-feira (23); dom Aberlado Mata, bispo de Esteli, e dom Silvio Báez, bispo auxiliar de Manágua, que sofreram ataques.

Para o presidente arquidiocesano do Conselho Nacional do Laicato do Brasil, Osman Júnior, o momento atual é de solidariedade. “É uma ótima iniciativa de nosso arcebispo, pois precisamos ter a consciência de que é importante rezar um pelos outros e, principalmente, nesse momento em que nossos irmãos sofrem com a violência e enfrentam um governo que não respeita os Direitos Humanos. Então como cristãos se faz necessário estar unidos e orando”, pontuou.

Durante a Santa Missa, que foi concelebrada pelo padre Tito Régis e padre Sérgio Tenório, dom Antônio convidou os jovens e avós para a oração de envio da II Romaria dos Avós, programada para o próximo domingo (29). Ao finalizar a celebração, as famílias carentes e os fiéis tomaram sopa, como já é tradição no Santuário. Desta vez, a janta foi oferecida pelo movimento Cursilhos de Cristandade.

A programação foi até às 22h, com a Via Sacra, Terço, louvor e adoração ao Santíssimo Sacramento.

Sobre a situação na Nicarágua

A Igreja Católica na Nicarágua é perseguida pelo regime do presidente Daniel Ortega. Foi o que disse no domingo (22/07) o cardeal Leopoldo Brenes Solorzano, presidente da Conferência Episcopal do País e da Comissão para o Diálogo Nacional, no dia em que toda a América Latina se uniu em oração pela paz na Nicarágua, atingida por uma crise que desde abril último causou mais de 360 mortes.

Pelo menos sete os episódios de profanação e vários ataques a bispos registrados desde quando o episcopado pediu a Ortega que antecipasse as eleições de 2021 para março de 2019 para acabar com a crise social e política.

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL