Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

24/05/2018 11h38

Festa de Pentecostes reúne católicos em momento de adoração e reflexão sobre a conduta humana

Arcebispo de Maceió voltou a pedir aos fiéis que exerçam o bom senso com o uso das redes sociais e que façam o “jejum da língua”.

Micheliny Tenório e Rose Lino - Comunicação Arquidiocese de Maceió
Fotos: Comunicação Arquidiocese de Maceió

A Arquidiocese de Maceió celebrou no domingo, 20 de maio, a Festa de Pentecostes no Santuário da Misericórdia de Maceió São João Paulo II e Irmã Dulce, no Dique Estrada, Trapiche da Barra. A abertura da festa foi feita pelo Padre Francisco Guido, da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Feitosa, e animada pelo Ministério Tronos que acolheu os fiéis com muita alegria, música e momentos de louvor que antecederam as pregações.
Padre Marcelo Melo, da Paróquia de São Sebastião, em Branquinha, foi o primeiro a pregar e trouxe o tema: “Creio no Espírito Santo”. O padre explicou que a Festa de Pentecostes é a ação do Espírito Santo para o nascimento do cristão; é a vida nova, pois é o Espírito Santo que encoraja e reforça para a missão e o batismo realizado pelo mesmo Espírito.
“O projeto de Deus ao enviar o Seu Espírito para nós é para salvar-nos e para que a salvação aconteça precisamos conhecer o nome próprio do Espírito Santo. É Ele que traz para nós a certeza do que vamos viver. Ele traz a identidade de ser o amor entre o Pai e o Filho e deste amor para nós”, acrescentou Padre Marcelo sob os olhares atentos dos fiéis.
Com base na pregação do sacerdote, Ricardina da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Vergel do Lago, concluiu que: “Para nossa Igreja é o renascimento do Espírito santo para cada cristão na vida da igreja” e Elenice da Comunidade Shalon, acredita que “Pentecostes é renovar o próprio espírito, é viver uma vida nova”.
Educação Espiritual para uma Igreja em saída
Na parte da tarde, padre Adauto Farias, da Paróquia Santa Isabel no Conjunto José da Silva Peixoto, pregou sobre a ação do Espirito Santo em que destacou o “analfabetismo espiritual”, expressão utilizada por Papa Francisco.
“É quando não consigo rezar ou quando eu não consigo mais me aproximar de Deus para rezar. Seguindo a reflexão de Papa Francisco, compreendo que o analfabeto espiritual é aquele que não sabe o caminho de Deus”, ressaltou Padre Adauto ao aconselhar os cristãos ao se aproximarem de Nossa Senhora e dos amigos de Deus como meio de educação espiritual.
Em seguida à pregação, o Santíssimo Sacramento foi exposto para adoração e louvores sob a participação do Padre Francisco Guido. Após este momento, foi celebrada a Santa Missa, presidida pelo Arcebispo da Arquidiocese de Maceió Dom Antônio Muniz Fernandes, o Carm., que refletiu sobre a ação espiritual na formação da Igreja.
“A igreja em saída tem na força do Espirito Santo a razão para manter-se unida e firme, pois é a força de Deus que movimenta a Igreja, apesar de nossas dificuldades e de situações desagradáveis, temos a certeza da presença do Espirito da Verdade e que Ele caminha conosco”, enfatizou Dom Antônio ao lembrar os fiéis sobre o cuidado com o uso das redes sociais. “Façamos uso de forma consciente e sem ferir os outros; que possamos praticar o jejum da língua, pensando antes de falar e com a consciência cristã de amor ao próximo”.
A Festa de Pentecostes 2018 foi uma das primeiras ações da Arquidiocese de Maceió dentro da programação do centenário. 

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL