Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

30/04/2018 15h01

1° Torneio Recriar reúne 600 acolhidos das Comunidades Terapêuticas vinculadas à Federação Recriar

Aconteceram palestras, reflexões, diversão, lazer e a unidade entre as comunidades

Carlos Roberto / Comunicação Arquidiocese de Maceió
Carlos Roberto / Comunicação Arquidiocese de Maceió

Na manhã do último dia 28, a Federação Recriar organizou o 1° Torneio Recriar para interação das Comunidades Terapêuticas, realizado na sede da Assistência Social Juvenópolis, em Bebedouro. O evento reuniu mais de 600 participantes das Comunidades Terapêuticas e familiares

O torneio contou com a presença do Arcebispo de Maceió e presidente da federação, Dom Antônio Muniz Fernandes; Dom Mário Rino, Bispo Emérito da Diocese de Propriá (SE); Nelson Giovanelli, fundador da Fazenda Esperança, além dos padres Walfran Fonseca e Tito Régis, do pastor Lindon Johnson, do Projeto Sarar; entre outras autoridades.

A programação teve início com a acolhida das comunidades vinculadas à Recriar: Casa do Servo Sofredor, Casa Betânia, Comunidade Nova Jericó, Casa Dom Bosco, Projeto Mãos de Alagoas, Projeto Sarar, Comunidade Rosa Mística e Fazenda Esperança.

Em seguida, Nelson Giovanelli falou sobre a história da fundação da Fazenda Esperança em Guaratinguetá (SP). “São 35 anos que me emociono todos os dias juntamente com mães e pais, jovens e adultos, que escutam comigo a história de pessoas como vocês, por que me faz lembrar muito a minha história que está ligada ao padre e frei Hans Stapel, que me ajudou enquanto meus pais trabalhavam fora do país. Hoje também temos a graça do bispo emérito de Propriá, que após sua renúncia pela idade passou a morar na sede da Fazenda Esperança na cidade.”

Após o testemunho do Nelson, foi celebrada a Santa Missa, presidida por Dom Antônio Muniz Fernandes e concelebrada por Dom Mário Rino, que acolheu a todos e falou da emoção de estar participando do evento.

Na homilia, Dom Antônio iniciou acolhendo a todos. “Esse é o sentimento de Paz, onde nós não devemos ter diferença de Igreja, de fé, a nossa fé é única sobre o Deus da vida, em Jesus, o Bom Pastor”, disse o arcebispo.

“Também quero pedir duas coisas que com nossas comunidades a gente possa destruir no Brasil duas grandes ditaduras. A primeira ditadura é a da língua, no regime social onde vale a língua, vivemos em um mundo onde todos tem o medo de viver por causa da língua pesada. A segunda ditadura é a do dedo, onde no celular tem uma tecla e o dedo afoito da gente onde atualmente compartilhamos notícias sem saber a tal veracidade da informação”, finalizou o metropolita.

Após o almoço, a organização deu continuidade a programação do lazer com torneio entre os times das Comunidades Terapêuticas além de programação também para mulheres e crianças

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL