Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

13/09/2017 16h20

Especial: Os 200 anos da Emancipação Alagoanoa e a Igreja Católica (Parte II)

Especial faz parte da sequência de 06 artigos publicados no jornal O Semeador

Prof. Álvaro Queiroz - Colunista do Jornal O Semeador

Quando foi constituído Capitania independente, em 16 de setembro de 1817, o território alagoano contava com 14 (catorze) Freguesias. Dava-se o nome de Freguesias às antigas Paróquias. A Freguesia era a base de referência na vida colonial e imperial do Brasil. Os dados demográficos, estatísticos, as discriminações econômicas e políticas se baseavam no território de jurisdição paroquial: número de “almas” (termo com o qual se designavam os habitantes do local), de engenhos, de propriedades, de casas, de igrejas, de companhias militares etc. Mormente nas Alagoas a Freguesia era a unidade primária da organização social, não só eclesiástica, mas também política.

A primeira Paróquia, ou a mais antiga das Alagoas é a de Nossa Senhora da Apresentação, na Vila do Porto Calvo, que é anterior a 1610. A segunda é a de Nossa Senhora do Rosário, na Vila do Penedo, fundada por volta de 1615. A terceira Freguesia alagoana é a de Nossa Senhora da Conceição, na Vila de Santa Maria Madalena da Lagoa do Sul (atual Marechal Deodoro), a qual já era paróquia em 1633. A quarta e última do século XVII é a de Santa Luzia de Siracusa da Lagoa do Norte, criada em 1654.

No transcurso do século XVIII, foram erigidas as seguintes Freguesias: N. Sra. do Ó, em São Miguel dos Campos, em 1702; Senhor Bom Jesus, em Matriz do Camaragibe, em 1708; Santo Antônio do Meirim, em Pioca, em 1713; São Bento, em Maragogi, em 1717. Atualmente, esta última tem por padroeiro a Santo Antônio.

Ainda no século XVIII, foram fundadas as Paróquias: Santa Madre de Deus, no Poxim, em 1726; N. Sra. do Ó, em Traipu, em 1733; N. Sra. da Conceição, em Porto Real do Colégio, em 1760; N. Sra. das Brotas, em Atalaia, em 1763; e N. Sra. do Amparo, na Palmeira dos Índios, em 1798.

No início do século XIX, no ano de 1802, foi criada a Freguesia de Nossa Senhora da Piedade, em Anadia. Dessa forma, na época da Emancipação Política, em 1817, havia nas Alagoas catorze Paróquias constituídas.
Enfim, é conveniente recordar que, naquele tempo, todas essas Freguesias estavam subordinadas à jurisdição eclesiástica do bispado pernambucano, cujo titular era então D. Frei Antônio de São José Bastos.
 

Artigo publicado na edição 18.383 do Jornal O Semeador

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL