Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Arquidiocese de Maceió | Igreja Missionária e Samaritana

Notícias / Arquidiocese

13/09/2017 16h01

Arquidiocese envia membros do COMIDE para IV Congresso Missionário em Recife

O Congresso foi encerrado na manhã de domingo, 10, com a celebração da Eucaristia, presidida por Dom Antônio Saburido

Felipe Melo- Coord. do COMISE
Fotos: Felipe Melo

 A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída foi o tema do IV Congresso Missionário Nacional, realizado de 7 a 10 de setembro de 2017, em Recife, Capital pernambucana.

Representantes de todos os estados do Brasil resultaram na participação de mais de oitocentos congressistas, cardeal, bispos, presbíteros, seminaristas, religiosos e religiosas, leigos e leigas. Da Arquidiocese de Maceió marcaram presença três missionários: seminarista Felipe Melo, Elizabete Ferraz e Liquinha Quintino, todos representando o COMIDI (Conselho Missionário Diocesano).

O Congresso fez um percurso bastante sistemático no que diz respeito ao tema, para não perder de vista o que foi proposto a ser trabalhado: “A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída”. A Exortação Apostólica Evangelii Gaudium, do Santo Padre Francisco, norteou quase todas as Conferências realizadas no Congresso, afinal, a Evangelii Gaudium apresenta – de forma metodológica para uma pastoral em chave missionária – cinco pilares (EG 33ss) para responder qual a finalidade dessa saída, a saber, a escuta(EG 174); o abandono(EG 33); o ouvir(EG 31); a saída(EG 179); o concentrar-se (EG 194).

“Os conferencistas foram bastante felizes em suas colocações e explanações, cada um, do seu jeito e estilo, deu sua contribuição para os congressistas que ali estavam para se enriquecer e levar para as suas Igrejas Particulares todo conhecimento adquirido”, destacou um participante. Pe. Estêvão Raschietti, missionário xaveriano, falou sobre Igreja em saída na perspectiva ad gentes. Disse o sacerdote italiano: “uma ideia não vale nada se não for compartilhada, quanto mais o Evangelho que é muito mais do que uma ideia qualquer, é a Boa Nova”, e acrescentou: “para compartilharmos o Evangelho é necessário proximidade”. O padre, seguro de seu discurso, concluiu sua fala dizendo que “devemos ser uma Igreja que sai de casa e entra na casa do outro com despojamento”.

Dom Roque Paloschi, arcebispo de Porto Velho (RO), trouxe o exemplo dos mártires para ilustrar sua temática que foi Testemunho e Profetismo. O epíscopo, com voz forte e bastante eloquência disse que “o sangue dos mártires é semente de novos cristãos”, repetiu as palavras do Sumo Pontífice Francisco dando muita ênfase: “eu não quero uma Igreja tranquila, quero uma Igreja missionária”. Dom Paloschi percorreu seu tema com muita segurança e terminou com uma frase que inquietou a plateia, fazendo-a ficar de pé e aplaudir, “as palavras comovem, os exemplos arrastam”.

O Cardeal Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, foi também um dos conferencistas e falou sobre a Sinodalidade.

Aproveitando o momento de reunião de representantes das diversas dioceses do país, foi lançada a Campanha Missionária deste ano (2017) pelo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da CNBB, Dom Esmeraldo Barreto de Farias, atualmente bispo auxiliar de São Luís do Maranhão. A Campanha deste ano traz o mesmo tema do Congresso, a fim de que, possamos ruminar com ardor missionário e, sobretudo, vivê-lo.

A arquidiocese de Olinda e Recife, anfitriã, preparou com muito zelo todo o Congresso e proporcionou a vivência dos quatro dias com intensa alegria, animação e reflexão missionária. A caminhada dos mártires foi também um marco na programação do Congresso, caminhamos percorrendo as avenidas de Recife, do Colégio Damas até a Igreja das fronteiras (onde morou o venerável Dom Hélder Câmara). O percurso foi de oração e muita música que embalou os mais de oitocentos congressistas.

O Congresso foi encerrado na manhã de domingo, 10, com a celebração da Eucaristia, presidida por Dom Antônio Saburido, arcebispo de Olinda e Recife. A mensagem do arcebispo foi de envio e encorajamento missionário a todos ali presentes. “Não tenham medo de sair para anunciar a Alegria do Evangelho, assumam a jornada missionária que consiste numa passagem que nos transforma e nos converte”, disse o metropolita.

 

Sem comentários! Seja o primeiro!!!
Deixe seu comentário

ARQUIDIOCESE DE MACEIÓ | Igreja Missionária e Samaritana

Pastoral da Comunicação Cúria: (82) 3223-2732 ou 3021-4001 (07h30 às 14h) Gabinete do Arcebispo: (82) 3326-2321 (8h às 12h) PASCOM: (82) 3326-5458 (8h às 14h) Av. Dom Antônio Brandão, 559 – Farol 57051-190 Maceió – AL